skip to Main Content
Quero ENTRAR na plataforma Consignet   É Convênio? Acesse Aqui É funcionário? Acesse aqui

Como ajudar a diminuir as dívidas e aumentar a felicidade dos colaboradores

A cultura de bem-estar para os colaboradores é muito importante para qualquer empresa conquistar times mais engajados e motivados. Um conhecimento financeiro básico já faz uma enorme diferença na qualidade de vida de uma pessoa.

Quando o Departamento Pessoal e o time de Recursos Humanos se preocupam com a saúde financeira dos colaboradores, isso reflete em retenção e uma produtividade muito melhor!

Por saúde financeira do colaborador, estamos falando da questão patrimonial e da questão financeira. A família precisa se preocupar em gerar patrimônio para complementar a renda em fases mais avançadas da vida, como a aposentadoria.

O orçamento familiar (receita – despesas) deve estar em equilíbrio para evitar que o colaborador perca a qualidade de vida se preocupando com dívidas, podendo até adoecer. Por mais que isso pareça um problema pessoal que não diz respeito à empresa, quando uma organização ajuda os colaboradores, ela ganha profissionais que performam.

Aqui você encontrará passos importantes para começar essa missão de ter colaboradores felizes e sem dívidas. Vamos lá!

Como apoiar a saúde financeira dos colaboradores

1 – Proponha objetivos conjuntos

É comum que, entre casais ou configurações maiores de famílias, as pessoas optem por ter contas separadas, e tudo bem. Porém, quando mais de uma pessoa olha para o mesmo objetivo, é muito mais fácil de alcançar!

2 – Enfatize a importância de fazer investimentos

Como falamos, saúde financeira é o equilíbrio entre despesas e receita. Mas quando você inclui o investimento, é possível criar reservas para situações inesperadas.

O ideal é ter 10% do salário voltado para investimentos.

3 – Informe sobre o uso consciente do cartão de crédito

Cerca de 78% do endividamento das famílias vem do cartão de crédito (que hoje, ainda tem juros na média de 11%). É necessário informar os colaboradores sobre a importância de fazer pesquisas para encontrar taxas menores.

Um bom exemplo é o crédito consignado, que possui taxas baixas. Claro que, mesmo diante do consignado, é necessário deixar o colaborador bem informado e consciente sobre como esse empréstimo pode refletir no orçamento.

4 – Atente-se à ajuda que os colaboradores realmente desejam

Por vezes, empresas pensam que a única ajuda que o colaborador pode esperar da empresa é o empréstimo. Porém, a realidade pode surpreender! Os colaboradores podem esperar por um programa de participação nos lucros, e principalmente, aconselhamento financeiro.

 

 5 – Ofereça benefícios flexíveis

Se o colaborador puder dividir sua cesta de benefícios conforme suas principais necessidades, isso certamente vai refletir na saúde financeira. Você não precisa se preocupar a oferecer possibilidades infinitas de benefícios, mas só o fato de o colaborador ter poder de escolha já o fará se sentir mais valorizado e confiante de seu planejamento financeiro.

Leia mais sobre o que são benefícios flexíveis e como implementá-los.

Conclusão

Em alguns passos de conscientização, já é possível reverter o cenário de endividamento e promover a felicidade das pessoas que trabalham na sua empresa. Além de trazer benefício para a organização, que contará com uma equipe mais focada e motivada, você terá a realização profissional de saber que contribuiu para a qualidade de vida de diversas famílias.

Aqui no blog do Consignet, temos o compromisso de ajudar você, profissional de RH ou DP, a agilizar sua rotina e criar um bom ambiente de trabalho. Continue navegando para mais conteúdos como esse! Temos, por exemplo, um webinar gratuito sobre saúde financeira do colaborador, e você pode assistir agora mesmo neste link.

Até logo!

Este artigo tem 1 comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top