skip to Main Content
Quero ENTRAR na plataforma Consignet   É RH ou Convênio? Acesse Aqui É funcionário? Acesse aqui
Cultivando Bons Gestores – 3 Pilares Para Um Ambiente De Trabalho Incrível

Cultivando bons gestores – 3 pilares para um ambiente de trabalho incrível

Já viu um daqueles vídeos ou textos que descrevem ambientes de trabalho tranquilos, e que transpassam uma paz tão serena nos ambientes que fica difícil acreditar que realmente possa existir? Pois é, existem formas de tornar possível essa tranquilidade. Hoje, vamos conhecer algumas dessas maneiras de melhorar a harmonia da equipe e do ambiente de trabalho.

Como anda seu ambiente de trabalho?

Clima pesado, equipe saindo faísca, muita conversa de corredor, indiferença com os resultados, pessoas passando o dia pensando em quando vão para a próxima empresa. Se você consegue se identificar com alguns dos itens citados anteriormente, talvez seja uma boa hora em repensar sua carreira profissional.

Ambientes de trabalho são compostos por diversos aspectos. A seguir, vou abordar alguns para que possamos pensar em nossas organizações:

Cultura

Tradições que transcendem o tempo, ideologias impostas por pessoas com grandes influencias na organização, sendo transmitidas de colaborador para colaborador pelo tempo sem que realmente se saiba e se questione o motivo pelo qual é “assim”. Organizações com culturas muito duras ou inflexíveis tendem a facilitar a criação de ambientes de trabalho hostis e insalubres aos seus funcionários, de forma a prejudicar a saúde física e intelectual dos mesmos.

Setor

Entender o contexto da empresa no ramo de atuação pode facilitar o entendimento de como o mercado atua e quais são as verdades impostas pelo segmento. É equivocado considerar que todas as organizações são iguais e devem ter os mesmos processos para atingir resultados positivos. Assim como não existe garantia de que o mesmo processo de sucesso em uma organização terá sucesso em outra. Cada organização possui seu DNA e isso deve ser explorado em sua essência.

Pessoas

Dentro dos aspectos abordados nesse artigo, temos nesse item um dos fatores mais complexos. Começa logo com a definição de como o fator humano é chamado dentro de sua organização. Será que são: Empregados? Funcionários? Servidores? Colaboradores?

É comum parar para pensar se isso faz diferença, se realmente é certo ou errado nos referirmos de uma forma ou de outra. Mas, como realmente gostaríamos de ser referenciados?

Existem ótimas ferramentas que podem auxiliar esta reflexão. Vamos praticar a aplicação da empatia.

A empatia como caminho para o equilíbrio dos 3 pilares de uma organização

“Empatia significa a capacidade psicológica para sentir o que sentiria uma outra pessoa caso estivesse na mesma situação vivenciada por ela. Consiste em tentar compreender sentimentos e emoções, procurando experimentar de forma objetiva e racional o que sente outro indivíduo”.

Imagine a cena onde um colega de trabalho é cobrado energicamente a ponto de ser constrangido por seu superior perante toda a equipe.

Você já pensou na hipótese de se colocar no lugar do colaborador em tal situação? Realmente trazendo todas sensações, o sentimento que o funcionário está sentindo e como nós seres humanos processamos tal atitude de maneira ímpar considerando que as reações podem ser inúmeras, mas que nenhuma delas parecem ser agradáveis ou positivas.

Em muitas situações temos atitudes em nosso dia a dia e em nosso ambiente de trabalho, que de certa forma achamos normais, seja por termos passados por momentos iguais, ou porque vemos situações que absorvemos como naturais.

E como realmente seria a maneira menos prejudicial para tal abordagem?

O fato de realizar a cobrança em um ambiente adequado, de maneira que não tenha a exposição do colaborador, utilizando-se de fatos sobre a atividade e não sobre a pessoa, dando oportunidade e pensando sempre no processo de melhoria para que na próxima vez que ele venha a executar a atividade consiga fazer sem ter os mesmos problemas.

As situações de confronto e cobranças dentro de uma organização são constantes e inevitáveis. Aliás, contribuem para melhorias e crescimento da organização. Devemos ter consciência para que façamos ambientes profissionais saudáveis sem causar prejuízo, que plantemos uma semente para cultivarmos o profissionalismo e a confiança acima de tudo.

Devemos nos preparar para mantermos a serenidade quando necessário e praticar a empatia a todo momento dentro do ambiente de trabalho que estamos inseridos, ficando fácil o entendimento de como cada pessoa se sente em cada situação, provocando um processo de mudança comportamental dentro da organização. O ambiente de trabalho deve ser construído não pelo que se espera das outras pessoas, mas considerando o quanto você está disposto a iniciar este processo de mudança!

 

 

Sobre o Autor

Reinaldo da Silva Jr é Diretor Executivo do Consignet, empresa do grupo DB1 especialista em gestão de margem consignável e convênios com desconto em folha de pagamento. Graduado em Processamento de Dados pelo Centro Universitário de Maringá, Especialista em Desenvolvimento Web e Java com MBA em Gestão de Projetos pela FGV.

This Post Has 0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top