skip to Main Content
Quero ENTRAR na plataforma Consignet   É Convênio? Acesse Aqui É funcionário? Acesse aqui
Cofre, calculadorea e computador sendo usados para simbolizar a remuneração estratégica

Remuneração estratégica: o que é e as vantagens de investir nesse modelo

Uma boa forma de aperfeiçoar o desempenho dos colaboradores e, além disso, melhorar os resultados da empresa, é por meio da remuneração estratégica. Esse tipo de recompensa tem crescido dentro do ambiente corporativo e oferece diversos benefícios, tanto para colaboradores, de maneira individual, quanto para a instituição, de forma a melhorar os processos da organização.

Mas, você sabe o que é, na prática, uma remuneração estratégica? A seguir, confira o seu conceito, os tipos dessa recompensa, além das vantagens de adotar esse modelo para a sua instituição.

 

O que é a remuneração estratégica?

Mas, afinal, qual o conceito da remuneração estratégica? Em primeiro lugar, a remuneração estratégica é um modelo de recompensas que premia aqueles colaboradores que obtêm um bom desempenho e resultados proveitosos dentro da empresa e que, assim, contribuem para o sucesso da mesma.

Trata-se de uma gratificação paga geralmente após o colaborador atingir ou ultrapassar uma meta pré-estabelecida ou ter uma alta produtividade durante um período de tempo. Vale destacar que a remuneração estratégica é variável. Ou seja, é uma espécie de bônus, um complemento ao salário ou à remuneração fixa obrigatória.

Para implantar esse modelo na sua organização, é preciso planejar com antecedência. Automatizar a gestão de benefícios facilita esse processo para a equipe de RH e torna os objetivos mais diretos e certeiros.

 

Tipos e exemplos de remuneração estratégica

A remuneração estratégica tem vários formatos. Pode ser, por exemplo, uma gratificação financeira, ou então, um benefício não monetário. A seguir, confira os principais tipos de recompensa por desempenho.

 

  • Comissão

Na comissão, o colaborador recebe uma gratificação monetária de acordo com o desempenho no serviço durante um período de tempo. Bastante comum principalmente na equipe de vendas, é uma estratégia de incentivo que tende a aumentar os lucros da empresa por ter colaboradores motivados.

  • Benefício não monetário

No entanto, há outras formas de beneficiar o colaborador além da gratificação monetária. Exemplos deste tipo de remuneração estratégica são: dias de folga e cursos profissionalizantes àqueles que desejam aprimorar suas habilidades.

  • Gamificação

Já a gamificação é um tipo moderno de remuneração, bastante comum em start-ups e em empresas jovens. Nesse caso, o clima de competitividade é intenso entre os colaboradores, como se fosse um grande jogo. Além da recompensa financeira, há também benefícios como títulos, medalhas e prêmios.

  • Participação nos lucros e resultados

Este tipo de remuneração está relacionada aos resultados gerais obtidos pela empresa a partir do bom desempenho do colaborador. Assim, o profissional é gratificado de acordo com os rendimentos da empresa.

 

As vantagens da remuneração estratégica

Agora que você conhece os tipos de remuneração estratégica, conheça as vantagens desse modelo de recompensa.

 

  • Motivação: em primeiro lugar, um programa de remuneração estratégica motiva o colaborador a ser mais produtivo, pois neste modelo, há o reconhecimento do esforço e do bom desempenho.
  • Melhora da produtividade: a remuneração estratégica beneficia os colaboradores de acordo com a produtividade, sendo um grande motivador da mesma. Tanto o colaborador, quanto à empresa crescem com a aplicação dessa gratificação.
  • Satisfação do colaborador: a remuneração é uma forma de reconhecimento. Sendo assim, é uma forma de contribuir para a satisfação pessoal e profissional do colaborador em relação à empresa.
  • Retenção de bons profissionais: esse modelo valoriza e gratifica aqueles que têm uma melhor performance e desempenho. Dessa forma, a organização consegue reter talentos e apreciar bons profissionais.

 

Portanto, a remuneração estratégica traz benefícios tanto para o colaborador, motivando-o e deixando-o mais satisfeito, quanto para a organização, que funciona melhor com profissionais motivados e com um ótimo desempenho.

Entretanto, é preciso ficar atento a como esse modelo é implantado dentro da organização para que ela realmente traga resultados positivos. Automatizando a gestão de benefícios, por exemplo, você consegue uma maior agilidade nos processos da equipe de RH e otimiza as vantagens.

Uma ferramenta que vai te ajudar muito nessa gestão automatizada é o Consignet, que calcula automaticamente a margem e disponibiliza uma consulta online para a empresa. Com o fim da papelada e burocracia, e você e sua equipe tem uma redução de, no mínimo, 90% do tempo gasto com gerenciamento e operacionalização de benefícios.

Automatize sua gestão de benefícios com o Consignet

Este artigo tem 0 comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top